Relatórios

Image

Doing Business 2013

Regulamentos mais inteligentes para pequenas e médias empresas
Download

Visão geral

Empreendedores nos países em desenvolvimento estão lidando com um processo de fazer negócios mais fácil hoje do que nos últimos 10 anos, o que demonstra o progresso que tem sido feito na melhoria das práticas regulatórias de negócios em todo o mundo, de acordo com um novo relatório divulgado hoje pelo Banco Mundial e IFC.

O relatório Doing Business 2013: regulamentos mais inteligentes para pequenas e médias empresas marca a 10 ª edição da série de Doing Business. Durante a última década, estes relatórios têm registrado cerca de 2.000 reformas regulatórias implementadas em 180 economias. As reformas trouxeram grandes benefícios para os empresários em todo o mundo. Por exemplo: 

  • Desde 2005, o tempo médio para abrir uma empresa caiu de 50 dias para 30 e nas economias de baixa ou média renda foi reduzido pela metade.
  • Nos últimos oito anos, o tempo médio para transferir uma propriedade diminiui 35 dias, caindo de 90 para 55 dias, e o custo médio diminui 1,2 pontos percentuais, caindo de 7,1 por cento do valor do imóvel para 5,9 por cento.
  • Nos últimos oito anos, melhorias reduziram o tempo anual necessário para pagar os três principais impostos medidos pelo relatório (lucro, trabalho e consumo) em 54 horas em média.

"Ao longo dos anos, os governos têm dado passos importantes para melhorar o ambiente regulatório de negócios e para diminuir a diferença entre as melhores práticas globais", disse Augusto Lopez-Claros, Diretor, Indicadores Globais e Análise, Banco Mundial. "Enquanto as reformas medidas providenciam apenas uma imagem parcial do clima de negócios de uma economia, elas são cruciais para os resultados econômicos, tais como o crescimento do emprego mais rápido e a criação de novas empresas."

No ano passado, 108 economias implementaram 201 reformas regulatórias que aumentaram a facilidade para fazer negócios para os empresários, segundo o estudo. A maioria das reformas ocorreram na Europa de Leste & Ásia Central—88 por cento das economias nesta região tiveram reformas em pelo menos uma das áreas medidas pelo Doing Business. As economias européias passando por dificuldades econômicas estão buscando melhorar a regulamentação de negócios como parte de um esforço para estabelecer uma base mais sólida para crescimento de longo prazo, segundo o relatório.

A Cingapura liderou a classificação global sobre a facilidade para fazer negócios pelo sétimo ano consecutivo. Também na lista das 10 economias com as melhores regulações para fazer negócios se destacam o Hong Kong RAE, China; a Nova Zelândia; os Estados Unidos; a Dinamarca; a Noruega; o Reino Unido; a República da Coreia; a Geórgia; e a Austrália.

Entre as economias que registraram as maiores melhorias na facilidade para fazer negócios ao longo do ano passado estão a Polônia, a Sri Lanka, a Ucrânia, o Uzbequistão, o Burúndi, a Costa Rica, a Mongólia, a Grécia, a Sérvia e o Cazaquistão.



Multimídia