#

Sobre o Projeto Doing Business

O Doing Business mede, analisa e compara as regulamentações aplicáveis às empresas e o seu cumprimento em 190 economias e cidades selecionadas nos níveis subnacional e regional.

Lançado em 2002, o projeto Doing Business examina as pequenas e médias empresas nacionais e analisa as regulamentações aplicadas a elas durante o seu ciclo de vida. Assim, este estudo serve de ferramenta para se medir o impacto das regulamentações sobre as atividades empresariais ao redor do mundo.

Ao coletar e analisar dados quantitativos abrangentes, podemos comparar os ambientes regulatórios das atividades empresariais em várias economias ao longo do tempo. Desta forma, o Doing Busines incentiva os países a competir para alcançar uma regulamentação mais eficiente; oferece padrões de referência sobre reformas regulatórias; e serve como uma ferramenta para acadêmicos, jornalistas, membros do governo, empresários, pesquisadores e outros interessados no ambiente de negócios de cada país.

Além disso, o projeto Doing Business inclui relatórios subnacionais, que analisam em detalhes a regulamentação das atividades empresariais e as reformas em diferentes cidades e regiões de uma nação. Esses relatórios fornecem dados sobre a facilidade de se fazer negócios, classificam cada localidade e fazem recomendações sobre reformas para melhorar o desempenho em cada uma das áreas analisadas. As cidades selecionadas podem comparar as regulamentações de suas empresas com as de outras cidades no país ou região e com 190 economias no mundo.

Publicado em 2003, o primeiro relatório Doing Business cobriu 5 conjuntos de indicadores em 133 economias. Desde então, o projeto se expandiu, e a edição do relatório de 2017 cobriu 11 conjuntos de indicadores em 190 economias. Ao longo dos anos, o projeto foi aprimorado pelos comentários de governos, acadêmicos, profissionais. Porém, a meta inicial permanece intacta: fornecer uma base objetiva para o entendimento e a melhoria do ambiente regulatório das empresas no mundo inteiro.